Stédile: Dilma, não entregue nosso pré-sal a empresas estrangeiras

João Pedro Stédile, integrante da Coordenação Nacional do MST (Movimento dos Trabalhadores Sem Terra), cobrou da presidente Dilma Rousseff o cancelamento do leilão do Campo de Libra, previsto para ocorrer em 21 de outubro próximo. "Dilma, não entregue nosso pré-sal a empresas estrangeiras", diz o título do artigo, publicado no blog de Stédile na internet. Ele lembrou que a presidente acusou Serra, durante a campanha eleitoral de querer entregar o pré-sal para empresas estrangeiras.

"A importância estratégica para o país é tão grande que durante o debate do segundo turno, da campanha de 2010, a candidata Dilma Rousseff disse que o candidato José Serra queria privatizar e fazer um leilão do petróleo, e que isso era inadmissível, pois o pré-sal deveria ser uma riqueza a ser utilizada apenas em favor do povo brasileiro", afirmou. "Três anos depois, em mensagem pública em rede de televisão, a presidenta muda o discurso e assume o que Serra queria fazer, leiloar as reservas do pré-sal para iniciativa privada", questionou Stédile.

O líder do MST destacou que "as empresas estrangeiras que ganharem os leilões usam tecnologias de suas matrizes e já trazem os equipamentos. Dos 67 navios petroleiros cons-truídos no Brasil no governo Lula, 63 foram comprados pela Petrobrás e quatro pela venezuelana PDVSA. Nenhuma empresa transnacional que ganhou outros leilões construiu plataformas no Brasil. Nem contratou engenheiros e operários qualificados para suas instalações", salientou.

"O que está em jogo é a nossa soberania nacional sobre uma riqueza estimada em um US$ 1 trilhão a ser retirada em 30 anos", disse Stédile. "O povo brasileiro vai dividir essa riqueza com as empresas estrangeiras? Quem não gostaria de ter garantido o acesso a US$ 500 bilhões ao longo de 30 anos ?", indagou. "O Brasil descobriu uma imensa reserva depois de décadas de pesquisa financiada pelo povo. Temos a garantia constitucional de que o petróleo pertence a todo o povo. Temos tecnologia necessária para explorá-lo. Esperamos que a presidenta Dilma não entre na história do país no mesmo capítulo que o FHC, referente à entrega das nossas riquezas. FHC entregou os nossos minérios, privatizando a Vale do Rio Doce, a Embraer, as ferrovias e as empresas de telecomunicações", completou.

Fonte horadopovo.com.br

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!