Snowden já foi julgado e condenado pelos EUA. Empresas prestavam serviço a FHC

As denúncias mais recentes de espionagem dos Estados Unidos no Brasil tiveram início na redemocratização do país com possível anuência do governo brasileiro. A empresa Booz Allen, que empregava Snowden, atuou no Brasil até 2002 e prestou diversas consultorias para o governo de Fernando Henrique Cardoso, por meio de análises e estudos patrocinados pelo BNDES voltados para os programas de estímulo ao crescimento, como o Brasil em Ação e Avança Brasil, reestruturação do sistema financeiro (Proer) e relatório sobre saneamento básico e transporte urbano.

Da mesma forma, a empresa Global Crossing, que opera cabos de fibra ótica e atua no Brasil desde 2011, assinou o Acordo de Segurança de Rede como governo dos Estados Unidos. A empresa utiliza no Brasil redes de outras empresas, sendo uma delas a Telefônica. De acordo com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardoso, a Polícia Federal está investigando o caso com  apoio da Agência Nacional de Telecomunicações que vai levantar informações sobre o possível envolvimento de empresas brasileiras no esquema de espionagem. Embora Cardozo não tenha adiantado que medidas serão tomadas caso se confirme o envolvimento dessas empresas, o mínimo aceitável é que elas percam a concessão pública dada pelo governo.

Fonte Jornal do Brasil

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!