Sindicatos convocam greve geral na Turquia

Manifestantes carregam bandeira da Turquia e gritam palavras de ordem contra o governo perto da Praça Taksim no centro de Istambul STOYAN NENOV / REUTERS

 A incerteza gerada com os protestos nas principais cidades da Turquia - duramente reprimidos pela polícia - chegou ao mercado financeiro no quarto dia consecutivo de manifestações: a Bolsa de Istambul, o BIST 100, fechou esta segunda-feira com uma queda de 10,47%, a maior em um único dia nos últimos dez anos. Apesar disso, o primeiro-ministro Recep Tayyip Erdogan negou que o país viva uma Primavera Turca, em referência à onda de manifestações em países vizinhos, enquanto os sindicatos convocaram uma greve geral para terça-feira. Erdogan pediu calma e disse para os turcos não se sentirem provocados por manifestações que, segundo ele, são organizadas por elementos extremistas.

Fonte O Globo


 

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!