Roberto Amaral confunde alhos com bugalhos. Dilma com Getúlio

Roberto Amaral, ex-presidente do PSB, está no mínimo confuso. Em entrevista à Carta Capital, ele compara Dilma com Getúlio como se os dois estivessem do mesmo lado. Chama de esquerda as forças anti-getulistas que resistiram a lutar pela independência do país naquela época e se somaram à direita entreguista e pró-imperialista. Vejam o que diz o velho dirigente. “A História não se repete, mas, sabidamente, é recorrente entre nós: nos idos de 1954 direita e esquerda, lacerdistas e comunistas saíram às ruas em um coro uníssono pela deposição de Vargas. Deu no que deu: o governo conservador de Café Filho, comandado por Eugênio Gudin, Juarez Távora e Eduardo Gomes”.

 

Os anti-getulistas citados por ele foram exatamento os que deram orígem ao atuais PT, PSDB e PPS. Eles eram e continuam a ser anti-Getulistas. O presidente Getúlio Vargas construiu a indústria nacional, colocou em prática o modelo de substituição de importações, criou e fortaleceu as estatais (petróleo, energia elétrica), valorizou e ampliou o mercado interno, etc. Enfrentou o imperialismo e suicidou-se para defender o país. Essa gente não tem essa estatura. 

Dilma, ao contrário de Getúlio, está desindustrializando o país. Está praticando a modelo de importacionismo em substituição à produção interna. Pratica a maior taxa de juros do mundo. Enfraquece as estatais como Eletrobrás, Telebrás e outras e apresenta um programa de “desinvestimento” bilionário da Petrobrás. Corta direitos de aposentados, viúvas e trabalhadores e estrangula o mercado interno. Tudo ao contrário de Getúlio fez.

 

Café Filho não é nada perto do desastre que Dilma está fazendo com o país. Depois do desinvestimento, essa semana seu governo anunciou a adesão à ideia do Serra de tirar a obrigação legal da Petrobrás ter no mínimo 30% no Pré-Sal. Propõe a redução de salários gerais. Congela o salário dos servidores públicos. Destrói o SUS. Desmantela a educação. Vende as universidades brasileiras para fundos de especulação americanos. Essa é a política de Dilma.

 

Ela anunciou também que vai vetar a “desaposentação”, isto é, o direito do aposentado que continuou a trabalhar rever o valor de sua aposentadoria, projeto aprovado no Congresso Nacional. Disse que isso vai causar um “rombo” na Previdência”. Como se não fosse as suas isenções irresposnáveis para multinacionais que causaram prejuízo à Previdência. E, para agradar os bancos enviou ao Congresso um projeto de lei (PL2960) que anistia os criminosos que roubaram e esconderam dinheiro no exterior. É a chamada repatriação. E Tudo em troca de 30% de imposto e multa pela repatriação. O Levy está acompanhando a aprovação do projeto para fazer caixa para os banqueiros.Portanto, abra o olho, dr. Amaral. Não tente dourar a pílula entreguista da Dilma. Ela traiu o povo.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!