PSB se soma à luta contra leilão do campo de Libra, previsto para segunda-feira

Deputados cobram de Dilma Rousseff a promessa de campanha de que não "privatizaria" o pré-sal

 

 

Pelo menos quatro deputados do PSB estiveram nesta terça-feira na Câmara dos Deputados para participar do seminário "O petróleo é nosso?". O evento foi organizado pelo Comitê Nacional em Defesa do Petróleo, da Soberania e do Fim dos Leilões, do qual fazem parte a Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet), o PPL e o PDT e demais entidades sociais.

O grupo é contrário à entrada de empresas internacionais na exploração do pré-sal, o que fatalmente ocorrerá com o leilão, e cobra da presidente Dilma Rousseff a promessa de campanha de que não "privatizaria" o pré-sal. Para o grupo, o leilão significa privatização do pré-sal e, por isso, desrespeitaria leis federais.

Segundo Severino Ninho (PSB-PE), deputados do partido foram procurados pelo líder da bancada na Câmara, Beto Albuquerque, na manhã desta terça-feira, para comparecer ao evento e se manifestar contra o leilão. Isaías Silvestre (PSB-MG) também disse estar presente no evento representando todo o partido.

- O PSB está aqui massacrando - disse Paulo Foletto (PSB-ES) ao comentar a presença de colegas no auditório Nereu Ramos, da Câmara dos Deputados.

O deputado José Stédile (PSB-RS) conclamou a população a ir às ruas nos seis dias que faltam até o leilão, como ocorreu em junho, para protestar contra o leilão. O Partido Pátria Livre (PPL), um dos articuladores do grupo, está convocando uma mobilização na Praça dos Três Poderes, em Brasília, para quinta-feira.

- O leilão de Libra é 300 vezes mais importante do que a redução das passagens de ônibus, que também é importante - disse Stédile.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!