Preferência eleitoral dos venezuelanos favorece Nicolás Maduro

Preferência eleitoral dos venezuelanos favorece Nicolás Maduro

 

       
  
 

Caracas, 6 abr (Prensa Latina) A preferência dos eleitores venezuelanos se expressa hoje em sua maioria pela proposta do candidato socialista, Nicolás Maduro, frente à do opositor Henrique Capriles, rumo às eleições presidenciais de 14 de abril.

Assim aparece em todas as pesquisas realizadas até a data por especialistas como o Instituto Venezuelano de Análise de Dados (IVAD), Meganálisis, o Grupo de Investigação Social Século XXI, International Consulting Service (ICS), Consultores 30.11, Data Information Corporation (DatinCorp), Hinterlaces e Kratos.


Nesse sentido, um estudo de campo da empresa ICS, realizado de 22 a 27 de março, revela uma brecha de 15,8 por cento de intenção de voto favorável ao Maduro, quem concentrou 56,9 por cento da simpatia eleitoral frente a 41,1 por cento do representante da chamada Mesa da Unidade Democrática (MUD).

Também, em 14,2 por cento ficou estabelecida a diferença entre ambos os candidatos, segundo o estudo realizado pela Consultores 30.11 em 16 estados do país de 23 a 26 de março e do 1Â� a 3 de abril.

Essa pesquisa revela que 52,8 por cento dos venezuelanos votaria pelo representante do Grande Pólo Patriótico e 38,6 por cento por Capriles.

Também nos setores juvenis Maduro confirmou uma preponderância de 15,74 por cento, segundo uma pesquisa realizada no segmento populacional compreendido de 18 a 25 anos pela empresa Kratos.

De acordo com tal pesquisa, Maduro conta com uma intenção de voto favorável de 50,5 por cento, enquanto o candidato opositor só possui 34,76 por cento de respaldo entre a juventude.

Da mesma forma, outro estudo do IVAD - realizado de 24 a 31 de março sobre uma amostra de mil 200 pessoas de todo o país- revelou que 53,3 por cento dos entrevistados votaria pelo candidato socialista, enquanto 34,7 estaria a favor de Capriles.

Por sua vez, a Estudos de Opinião Meganálisis fez uma pesquisa de 16 a 24 de março e dirigida a setores populares, que representam mais de quatro quintos da população venezuelana.

Esta concluiu que 56,6 por cento dos venezuelanos elegeria Maduro, no entanto 43,3 por cento optaria pelo representante opositor.

Também, o Grupo de Investigação Social Século XXI coincidiu em outorgar favoritismo ao candidato socialista (55,3 por cento) sobre o pretendente da MUD (44,7).

Por sua vez, a DatinCorp apresentou uma diferença mais estreita: apenas oito pontos, mas ainda assim, confirma o eventual triunfo de Maduro (45 por cento).

A brecha detectada pela DatinCorp aumenta sensivelmente ao perguntar ao público sobre quem se imporá nas urnas: Maduro (61 por cento) ou Capriles (26).

Por sua vez, a última pesquisa publicada pela Hinterlaces aponta que, em 23 de março passado, 55 por cento dos eleitores teriam se inclinado pelo candidato socialista e só 35 por cento por seu principal adversário.

Fonte Prensa Latina

 

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!