Para agradar EUA, governo Dilma se mete em assuntos internos da Venezuela

 

O Ministério das Relações Exteriores brasileiro divulgou um comunicado nesta terça-feira, 5, pedindo “pleno respeito” ao resultado das eleições legislativas de dezembro na Venezuela. O pedido ocorre após o Partido Socialista Unido da Venezuela, do presidente Nicolás Maduro, tentar impugnar a posse de alguns deputados eleitos pela oposição. Os pedidos de impugnação de parlamentares da situação e da oposição foram feitos à justiça por irregularidades cometidas em suas respectivas eleições.

Tentando agradar ps EUA que são mestres em se intrometer nos assuntos de países que não se dobram às suas pressões, Dilma se adintou e fez reclamações descabidas contra procedimentos previstos na legislação venezuelana. Em nota, o governo brasileiro diz que “confia que será plenamente respeitadaa vontade soberana do povo venezuelano, expressada de forma livre e democrática nas urnas”. “Não há lugar, na América do Sul do século XXI, para soluções políticas fora da institucionalidade e do mais absoluto respeito à democracia e ao Estado de Direito”. A nota insinua que as medidas legais tomaadas pela justiça venezuealana não respeitam as instituições do país.

Uma das medidas que Maduro tomou para proteger o país das sabotagens imperialistas em sua economia foi retirar do Legislativo o poder de nomear parte dos diretores do Banco Central da Venezuela (BCV). Mas o governo Dilma se achou no direito de opinar também sobre esse tema. Criticou a medida. Afinal se o Bando Central do Brasil, sob seu governo, é controlado pelos banqueiros internacionais, por que o da Venezuela também não seria? “O governo brasileiro confia, igualmente, que serão preservadas e respeitadas as atribuições e prerrogativas constitucionais da nova Assembleia Nacional venezuelana e de seus membros, eleitos naquele pleito”, diz o texto da chancelaria. “O governo brasileiro insta todos os atores políticos venezuelanos a manter e aprimorar o diálogo e a boa convivência, que devem ser a marca por excelência das sociedades democráticas.”

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!