O Sindicato dos Escritores de SP e o Centro Cultural Árabe Sírio realizam homenagem a Jorge Medauar

O poeta e contista brasileiro Jorge Medauar será homenageado pelo Sindicato dos Escritores do Estado de São Paulo – entidade da qual foi fundador e fez parte até sua morte, em 2003.

 

Baiano de origem síria, Medauar teve em suas obras contos que lhe deram grande reconhecimento, como o Prêmio Jabuti de 1959 (o primeiro de uma série) com “Água Preta”. O prêmio foi concedido ao autor no mesmo ano que a seu conterrâneo Jorge Amado.

 

Mestre na prosa, mas também na poesia, ele foi destacado como precursor das experiências de vanguarda poética brasileira, onde, segundo o diretor do Sindicato dos Escritores, Nathaniel Braia, Medauar “encontrou seu filão para compartilhar sentimentos e emoções pessoais, mas também para tratar de sua opção pelo engajamento e transformação social”.

 

“Há muito a se dizer e debater sobre este escritor que foi denominado por José Lins do Rego de o “poeta da fúria heroica” que tomou as ruas para exigir que o Brasil entrasse na luta contra o nazismo, para celebrar a vitória em Stalingrado, para questionar os injustos ataques da Guerra Fria contra a União Soviética”, convida o diretor do Sindicato.

 

O evento será realizado no dia 6 de fevereiro, quinta-feira, 20:00 h, na nova sede do Centro Cultural Árabe Sírio, à rua dos Ingleses, 149, Bela Vista, próximo ao teatro Ruth Escobar.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!