Levy anuncia que governo vai cortar despesas obrigatórias

 

Em entrevista coletiva nesta quinta-feira, o Ministro Joaquim Levy anunciou que o governo vai “visitar” as despesas obrigatórias como forma de obter os recursos para tapar o buraco criado nas contas públicas pelos juros lunáticos praticados pelo próprio vgoverno. Despesas obrigatórias são aquelas definidas em lei como os gastos da  Previdência Social, saúde, educação, salário de servidores, etc. “Somente com as despesas discricionárias não é possível obter os recursos necessários para a ajuste fiscal”, disse.

 

O Ministro Levy defendeu que o país deve sofrer uma reengenharia para se adpatar ao novo cenário internacional, ao novo ambiente mundial. Todas as medidas tomadas esse ano, segundo o ministro, serão mantidas a aprofundadas no próximo ano. Levy defendeu os aumento de impostos com uma promessa vazia de que num futuro longíquo o país volte a crescer. Ele culpou gastos do passado, leia-se governo Lula, como causa da crise atual.

 

Levy defendeu a desindexação dos salários dos servidores públicos com reajustes previstos com base em uma inflação futura, previstas pelo mercado financeiro. Como o governo sempre mantém um objetivo de atingir o centro da meta de inflação, as inflação real está sendo sempre maior do que a projetada. Com isso, o ministro está apontando para um arrocho salarial ainda maior do que o atual pára os servidores.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!