Jango volta ao Planalto com honras de Chefe de Estado

Após a cerimônia de chegada dos despojos de João Goulart à Base Aérea de Brasília, com honras militares de chefe de Estado, João Vicente Goulart, filho de Jango, avaliou que o processo de exumação, exames e perícias para constatar a causa da morte do pai é um primeiro passo para resgatar a história do ex-presidente e do país. Para João Vicente, também é importante refletir sobre as reformas de base propostas por Jango.

“Acho que se nós queremos reformar o Estado brasileiro, pensar na reforma de nossa previdência, na reforma agrária, temos que voltar a 1964 para estudar, para ver realmente o que foi 1964 e quais foram as reformas enviadas na mensagem para o Congresso Nacional em 1964. Acho que a importância de rever Jango é a importância de rever o Brasil. Temos que avançar. Estamos dando o primeiro grande passo, não será o último”, comentou.

Rosa Maria Cardoso, que foi coordenadora da Comissão Nacional da Verdade e trabalha diretamente em processos que envolvem a história de Jango, afirmou que, para o país, é importantíssimo saber o que de fato aconteceu ao ex-presidente.

“Primeiro, é importante para a própria família que tem procurado desde que ele morreu saber as causas dessa morte, saber o significado político, também o envolvimento político dele, desde que a família sabia que o Jango era permanentemente vigiado por representantes de órgãos de informação e repressão. [...] Desvendar tudo isso é muito importante”, avaliou Rosa Maria.

O cineasta Sílvio Tendler, que dirigiu o documentário “Jango”, lembrou que o local da solenidade, a Base Aérea, foi o último em que João Goulart esteve em Brasília, antes de viajar para Porto Alegre, e em seguida para o exílio. Ele também reconheceu o significado da homenagem com honras dignas de um chefe de estado ao ex-presidente.

“Quase 50 anos depois desses fatos que estou narrando, quer dizer, vai fazer 50 anos, ele volta com todas as honras dignas de um chefe de estado. Volta para poder receber a justa homenagem dele, numa iniciativa da presidenta Dilma Rousseff, na qual estarão presentes os outros chefes de estado, então acho que se faz justiça, e posso dizer que meu filme está quase pronto e acabado”, disse Sílvio.

Fonte Blog do Planalto

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!