Grupo de senadores se reunirá na segunda para discutir novas eleições

Um grupo de sete senadores programou uma reunião para a segunda-feira (18), dia seguinte à votação do processo de impeachment no plenário da Câmara dos Deputados contra a presidente Dilma Rousseff, para discutir o atual cenário político e tentar reforçar o coro por novas eleições. A reunião irá acontecer independente do resultado, a favor ou contra Dilma, segundo informado ao Blog.

 

O grupo, que conta com Cristovam Buarque (PPS-DF), Walter Pinheiro (Sem Partido-BA) e João Capiberibe (PSB-AP), tentará defender as novas eleições por meio de uma reforma na Constituição, que precisa de dois terços da Câmara e dois terços do Senado.

 

“Teria que ter o aval da Dilma e do vice Michel Temer de que não apelariam ao Supremo Tribunal Federal para barrar. Como fez o ex-presidente José Sarney quando reduziram o seu mandato de seis para cinco anos”, diz Cristovam.

 

As eleições antecipadas, segundo a linha de raciocínio do grupo, aconteceriam em outubro, junto com o pleito municipal, e seriam para um mandato de apenas dois anos para o presidente e seu vice.

 

No início do mês, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), se manifestou favoravelmente à antecipação de eleições gerais (para presidente e para a Câmara e o Senado) como forma de se buscar uma solução para a crise política.

 

 

Fonte G1

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!