Golpista da Venezuela, financiada pelos EUA, vem fazer apologia do fascismo no Brasil

Após um início de discurso conturbado, quando foi interrompida por manifestantes durante audiência no Senado brasileiro, a ex-deputada direitista María Corina Machado pediu nesta quarta-feira uma maior implicação e apoio dos países da América Latina aos planos de golpe na Venezuela. Pressionando o governo brasileiro a apoiar o golpe em seu país, María Corina considerou “incompreensível que países que foram tão ativos nas crises políticas no Paraguai e Honduras, deem as costas para a Venezuela. Foi recebida com protestos nas galerias e cartazes dizendo "Fora golpista!". 

A golpista de lá recebeu o apoio expresso do golpista de cá, Aécio Neves. “Quantas violações aos direitos humanos, quantos venezuelanos assassinados, perseguidos e torturados ainda temos que passar no país para que os democráticos do hemisfério escutem nossa voz?”, questionou a porta-voz do governo americano.

Durante a manhã, María Corina havia começado há poucos minutos quando foi interrompida pelo protesto. Eles começaram a gritar “golpista” e foram retirados por seguranças. Logo depois, a parlamentar exibiu um vídeo com cenas da polícia reprimindo protestos na Venezuela. A senadora Vanessa Graziotin (PCdoB) denunciou tratar-se de uma “montagem grotesca”.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!