Fidel diz que Estados Unidos devem “muitos milhões de dólares” a Cuba

 

Um dia antes da visita do secretário de Estado norte-americano, John Kerry, a Cuba para participar da cerimônia oficial de reabertura da Embaixada dos Estados Unidos em Havana, o ex-presidente cubano Fidel Castro disse, em artigo publicado hoje (13), que os Estados Unidos devem à ilha caribenha “muitos milhões de dólares”.

“Os Estados Unidos devem a Cuba o montante das indenizações referentes a danos, que equivalem a muitos milhões de dólares, como já denunciou nosso país com argumentos e dados irrecusáveis ao longo de suas intervenções nas Nações Unidas”, escreveu Fidel, que completa hoje 89 anos, no texto intitulado A Realidade e os Sonhos, publicado no jornal oficial Granma.

Após o reatamento diplomático entre Cuba e Estados Unidos, a normalização das relações entre os dois países ainda tem pendências a serem resolvidas, principalmente a suspensão do embargo econômico, comercial e financeiro imposto à ilha caribenha desde 1962.

No dia 20 de julho, as embaixadas foram reabertas em Washington e em Havana, após 54 anos de rompimento diplomático. Nesse dia, após encontro com John Kerry, o chanceler cubano Bruno Rodríguez disse que Havana reconhece a determinação do presidente Barack Obama em trabalhar para suspender o embargo econômico a Cuba e reiterou a urgência de o Congresso norte-americano eliminar o bloqueio, que restringe as trocas comerciais e o acesso de empresas e investidores à ilha caribenha.

Outro tema sensível para Cuba na retomada das relações com os Estados Unidos é a restituição do território onde se encontra a base norte-americana de Guantánamo.

Edição: Denise Griesinger

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!