EUA mantém 155 presos em Guantánamo sem julgamento

Os EUA anunciaram a transferência para a Eslováquia dos últimos três uigures presos na base de Guantánamo, em Cuba. Eles faziam parte de um grupo de 22 chineses muçulmanos presos em 2001.

Os uigures foram levados aos EUA para serem interrogados sob suspeita de associação com o Taleban, mas foram absolvidos meses depois pela Justiça americana. Mesmo assim, foram mantidos na prisão sem acusação formal.

A China havia feito diversos pedidos para a volta de seus cidadãos, todos negados. Em comunicado, o Pentágono afirmou que a população carcerária da base americana em Cuba foi reduzida para 155 --a maioria, porém, sem julgamento.

 

Fonte O Globo

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!