Dilma assevera que não vai renunciar

 

A presidente Dilma Rousseff disse que não antecipa situações e se recusou a responder se o governo tem força para barrar no Congresso um possível processo de impeachment. A resposta foi dada em entrevista exclusiva ao jornalista Kennedy Alencar e vai ao ar no SBT Brasil desta quarta-feira (12) às 19h45.

 

"Jamais cogito de renunciar", assegurou a presidente, que criticou a tentativa de tirarem do poder uma "representante legitimamente eleita por voto".

 

O jornalista questionou ainda a presidente sobre o Projeto de Emenda Constitucional que pode aumentar o salário de delegados e advogados da União conforme os ganhos dos ministros do STF. Aprovado em primeiro turno na Câmara dos Deputados, o projeto teve 445 votos a favor e representou uma derrota do governo no Congresso.

 

"Isso afeta não é o governo federal só, tem um efeito cascata e é absolutamente impensável num momento de dificuldades que estamos vivendo, mas não só. O Brasil não suporta isso com taxas de crescimento que tivemos recentemente. Não suporta isso. Tanto é que todas essas PECs estavam engavetadas", disse a presidente.

 

No entanto, Dilma considerou que essa perda no primeiro turno não "representa uma posição do Congresso contra o governo".

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!