Dilma anuncia investimentos em monumentos nas cidades históricas

Dilma anuncia investimentos em monumentos nas cidades históricas

 

Em São João del-Rei (MG), nesta terça-feira (20), a presidenta Dilma Rousseff anunciou R$ 1,6 bilhão do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para restauração de monumentos históricos em 44 cidades de 20 estados. "Um país que honra seu patrimônio, a recuperação das suas cidades históricas, dos monumentos e da própria história é um país também que contribui para a civilização e a educação", ressaltou a presidenta.

 

Foto: Presidenta Dilma destacou que os locais beneficiados são espécie de ponto inaugural da nacionalidade brasileira. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR

Ainda serão disponibilizados outros R$ 300 milhões para financiamento de reformas em propriedades privadas. Para a presidenta, esses locais são parte do cenário em que foi forjada a identidade do Brasil.

“Ainda vive e pulsa nessas cidades, parte do cenário em que foi forjada nossa identidade como povo e como nação. Onde nós aprendemos o sentido da liberdade, o sentido do desenvolvimento, da soberania e da justiça social. (…) Conhecer, preservar e respeitar esse passado é requisito para construirmos um futuro como nação democrática, como nação civilizada e como nação capaz de se erguer sobre seus próprios pés e construir o seu destino histórico”, afirmou Dilma.

Segundo o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o PAC Cidades Históricas privilegiará a recuperação de edificações destinadas a atividades que favoreçam a vitalidade dos sítios históricos. Entre as 425 obras, 115 serão em imóveis que abrigam equipamentos culturais, como teatros, cinemas e bibliotecas, além de 39 museus cujos edifícios também serão recuperados pelo Programa.

“Nós precisamos investir na preservação de nossas cidades históricas porque, fazendo isso, nós estamos investindo em nós mesmos. Ao fazer isso, nós garantimos que elas possam enfrentar altivas e íntegras o desafio da passagem dilapidadora do tempo”, disse.

Segundo Dilma, nossas cidades históricas são uma extraordinária auto-afirmação do povo brasileiro. Chamariz para o turismo, gerando emprego e renda.


Melhorias 

Mais cedo, a caminho de São João del-Rei (MG), a presidenta Dilma Rousseff concedeu entrevista à Rádio Emboabas, e detalhou os avanços para uma melhor distribuição de renda e valorização do salários dos trabalhadores. Segundo Dilma, o grande desafio do Brasil, agora, é continuar avançando de forma acelerada na melhoria dos serviços públicos prestados pela União, estados e municípios.

“Nos últimos 10 anos nós melhoramos a renda das pessoas. Pessoas que não tinham acesso ao mínimo, passaram a ter através do Bolsa Família. Com a valorização do salário mínimo, a política de valorização do salário mínimo, nós aumentamos o patamar de renda e a valorização da renda no Brasil. Com o aumento do emprego, nós garantimos e asseguramos, quase 20 milhões de empregos com carteira assinada. Só no meu período nós já criamos 4 milhões e 400 mil empregos”, afirmou.

Para a presidenta, agora, a demanda da população precisa ser atendida rapidamente, pois os brasileiros que ascenderam na última década que querem melhorar ainda mais sua qualidade de vida. Ela citou como avanço nesse sentido a aprovação da destinação dos recursos do petróleo para a educação, que deve garantir um ensino de qualidade não só para hoje, mas para os próximos 30, 40 anos. E também, segundo ela, deve garantir que o Brasil seja uma nação desenvolvida.

Fonte: Blog do Planalto

 

facebook