Ciro sobre a votação do pré-sal: "Foi uma capitulação incompreensível"

 

O pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes, ex-ministro da Fazenda e ex-governador, criticou nesta quinta-feira, 25, a aprovação pelo Senado do projeto do PLS-131 do senador enteguista José Serra (PSDB-SP) que retira da Petrobras a exclusividade da operação de poços de petróleo do pré-sal, atendendo as pressões das petrolíferas internacionais.

 

"Foi uma capitulação incompreensível. O pré-sal é o tipo de briga que tem que ser brigada, nem que seja para perder", afirmou Ciro ao site Conversa Afiada, do jornalista Paulo Henrique Amorim.

Segundo o pedetista, apesar da vitória do projeto do senador José Serra (PSDB-SP), que recebeu apoio de senadores governistas, a disputa agora se dará na Câmara; "Tem que lutar na Câmara e vetar!", afirmou.

 

A proposta retira da Petrobras a exclusividade das atividades no pré-sal e acaba com a obrigação de a estatal a participar com pelo menos 30% dos investimentos em todos os consórcios de exploração da camada. Pelo projeto aprovado no Senado, a Petrobras deverá se manifestar sobre sua preferência como operadora dos campos que serão licitados e essa manifestação será avaliada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE). A palavra final do CNPE é da Presidência da República.

Fonte PDT

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!