Artistas dizem NÃO ao leilão do campo de Libra, no pré-sal

consagrada cantora Beth Carvalho está fazendo uma ampla convocação, em vídeo, para o showmício que será realizado na próxima quinta-feira, dia 3 de outubro, às 16 horas, na Praça XV, no centro do Rio de Janeiro, contra o leilão do Campo de Libra, no Pré-Sal. Nesta data, a Petrobrás comemora 60 anos de criação. A empresa foi fundada por Getúlio Vargas em 1953, após a vitoriosa campanha "O Petróleo é Nosso" que mobilizou toda a sociedade brasileira pela criação da estatal de petróleo e para que o Brasil já naquela época não entregasse seu petróleo para as multinacionais.

Além da cantora, vários outros artistas populares, entre eles Paulo Betti, Noca da Portela, Paulão 7 Cordas, Jards Macalé, Wilson Moreira, Toninho Geraes, Mariene de Castro e outros, estão mobilizando a população contra o leilão e já confirmaram presença no ato. "Eu, Beth Carvalho, não posso deixar de falar para vocês que nós não podemos permitir que esse leilão aconteça", afirmou a "madrinha do samba", em vídeo gravado para mobilizar o Brasil em defesa do pré-sal e contra a sua privatização. O ato contra o leilão de Libra será apresentado pelo ator Paulo Betti, que recentemente também apresentou um vídeo onde denuncia o leilão como um crime contra o Brasil e contra a população brasileira.

Com o samba que ela já interpretou, "Xô, gafanhoto", de Rubens da Mangueira, Ivan e Luiz Grande, como fundo musical, Beth Carvalho faz um alerta: "cuidado com o gafanhoto minha gente, tem muito por aí" - referindo-se às multinacionais do petróleo que estão de olho em nossas riquezas - e indaga qual a importância de uma empresa brasileira explorar o Campo de Libra? Ela mesma responde que com isso "nós podemos beneficiar a saúde, a educação do povo brasileiro". "As petroleiras estrangeiras não vão fazer isso. Elas simplesmente vão pegar o petróleo, explorar e tchau e benção", alertou.

"Outra coisa que eu quero falar para vocês é que para se descobrir essas jazidas de petróleo, nós brasileiros - que descobrimos o pré-sal - gastamos nosso dinheiro", acrescentou Beth. "Então, você acha justo agora os estrangeiros pegarem isso?", questionou. "Vamos mobilizar toda essa população para que [o governo ] não faça esse leilão de Libra", conclamou Beth Carvalho.

Vários atos serão realizados em diversas capitais e estão sendo convocados pelo Comitê Nacional em Defesa do Petróleo e pelos respectivos comitês estaduais.

Paulão 7 Cordas também está mobilizando a população brasileira em defesa do pré-sal. "Libra é o maior poço de petróleo já descoberto, segundo as pesquisas de prospecção da Petrobrás", lembrou ele em outro vídeo de convocação. "E eles estão querendo fazer um leilão no dia 21 de outubro para que outras empresas que não a Petrobrás venham explorar", denunciou o músico. "Eu terei o maior prazer em estar nesse "show-ato" e conto com vocês para defendermos o nosso petróleo", conclamou Paulão.

Em São Paulo o Comitê Estadual em Defesa do Petróleo também está convocando o ato contra o leilão de Libra para as 17 horas do dia 3 de outubro. A manifestação será em frente à sede da Petrobrás, na Avenida Paulista (ver matéria ao lado).

Às 19 horas será realizado um ato político na Assembléia Legislativa de São Paulo, por iniciativa do deputado Adriano Diogo, do PT. Nesta manifestação, os parlamentares, as lideranças sindicais e os movimentos sociais pretendem, além de comemorar os 60 anos da Petrobrás, exigir a suspensão do leilão de Libra. As lideranças do movimento defendem que o leilão não seja realizado e a área de Libra considerada de interesse nacional – o Campo de Libra é a maior descoberta de petróleo do mundo nos últimos vinte anos - seja entregue para a Petrobrás, como determina o artigo 12 da lei 12351/2010.

SÉRGIO CRUZ

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!