Apagões no Rio: Empresa remete lucro para o exterior e não investe

O deputado federal Fernando Jordão (PMDB-RJ) entregou, na manhã desta quarta-feira, à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) um ofício com pedido de caducidade dos contratos de concessão da Light e da Ampla, por conta das recentes falhas no fornecimento de energia aos 92 municípios do Rio onde atuam.

 

Jordão lembra que a comissão já trouxe a Brasília no ano passado executivos das duas companhias, a quem foram endereçados pedidos de solução da questão. Segundo ele, as empresas indicavam problemas geográficos para justificar a situação, mas, para Jordão, o problema real do aumento dos apagões é a falta de investimentos promovidos por elas na manutenção da rede.

- Cheguei a este ponto por causa da situação relatada pelo GLOBO nesta quarta-feira e porque a Ampla mandou recentemente à sua matriz, na Itália, R$ 500 milhões de lucro. Eu sou empresário, não sou contra o lucro, mas tem que antes cumprir o contrato aqui, para depois mandar.

Em seu requerimento, endereçado a Romeu Rufino, diretor geral da Aneel, o deputado aponta que "todas as possibilidades de equacionar a questão e todos os prazos para a solução dos problemas já foram concedidos e até o momento só quem continua perdendo é a população".

Jordão disse que já apresentou propostas de fiscalização e controle sobre a atuação de Ampla e Light à Comissão de Minas e Energia e pretende que o pedido de caducidade seja feito também em nome dos deputados que fazem parte da comissão, após o fim do recesso parlamentar de fim de ano.

- Se caducarem ou não (as concessões), pelo menos colocamos pressão sobre as empresas. Isso é uma vergonha para o Brasil, por isso não quero esperar o recesso acabar para apresentar um pedido de caducidade em nome da comissão.

Com informações de O Globo 

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!