Altamiro Borges: DEM apoia espionagem dos EUA

Altamiro Borges: DEM apoia espionagem dos EUA

 

 

Com 292 votos favoráveis, 86 contrários e 12 abstenções, a Câmara Federal aprovou na terça-feira (9) moção de repúdio à espionagem promovida pela Agência de Segurança Nacional dos EUA. A proposta foi apresentada pelo PT com base nas recentes e graves denúncias de que o governo ianque violou telefonemas e e-mails de cidadãos brasileiros. Os deputados avaliaram que esta ação atenta contra a soberania nacional e desrespeita o direito à privacidade. Apenas a bancada dos DEM votou em bloco contra a moção, o que comprova que os demos são amiguinhos dos capetas imperialistas.

 

 

Reproduzo abaixo a moção aprovada:

 

*****

 

Moção de repúdio

Nós, parlamentares da Câmara dos Deputados da República Federativa do Brasil, manifestamos:

O nosso repúdio à espionagem e o monitoramento de bilhões de e-mails, telefonemas e dados de empresas e cidadãos brasileiros, bem como do governo do Brasil, supostamente realizados por agências de inteligência dos Estados Unidos da América, que violam direitos de empresas e cidadãos brasileiros e atentam contra a soberania nacional.

 

Ao mesmo tempo, externamos o nosso apoio às iniciativas do Estado brasileiro, que pretende levar este grave caso à consideração da Organização das Nações Unidas (ONU) e da União Internacional das Telecomunicações (UIT).

 

Declaramos, ademais, nossa concordância com as iniciativas destinadas a criar uma agência multilateral, no âmbito do sistema das Nações Unidas, para gerir e regulamentar a rede mundial de computadores, poderoso instrumento de uso compartilhado da humanidade.

 

Por último, externamos a nossa apreensão com a segurança do cidadão norte-americano Edward Snowden, que está refugiado, há dias, no aeroporto de Moscou.

 

*****

 

Após a apresentação do texto, os líderes das bancadas do PT, PCdoB, PMDB, PSDB, PR, PSB, PDT, PTB, PPS, PV, PSOL, PRB, PMN e PEN discursaram em apoio. Contra a moção, falaram os lideres do DEM, PSD, PP e PSC, que consideraram a nota "prematura". Alguns deputados tucanos, porém, não seguiram a orientação do partido e se abstiveram na votação - entre eles, Eduardo Azeredo (MG), Antônio Imbassahi (BA) e Duarte Nogueira (SP).

Fonte Blog do Miro

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!