AI, CARMELA!

AI, CARMELA!

 

16/02/2013
AI, CARMELA!
Carlos Saura (1990), Carmen Maura, André Pajares, Gabino Diego, ESPANHA, 102
min.
 
Sinopse
Carmela, Paulino e Gustavete compõem um trio de artistas de variedades que
percorre cidades da Espanha entretendo as tropas republicanas. Após uma
apresentação em Montejo, decidem ir para Valencia, mas no caminho são
aprisionados por um esquadrão falangista. Eles tentam iludir os algozes e se enredam
numa teia onde terão que escolher entre encenar uma paródia da República ou
enfrentar o pelotão de fuzilamento.
“Ai, Carmela!” recebeu 13 prêmios Goya no ano de 1990, inclusive os de Melhor Filme
e Melhor Diretor.
 
Direção: Carlos Saura (1932- )
Carlos Saura Atarés nasceu em Huesca, capital da comunidade autônoma de Aragão,
Espanha. Diplomou-se em 1957, em Madri, pelo Instituto de Investigaciones y
Estudios Cinematográficos e tem uma carreira brilhante como realizador e diretor de
fotografia, que já ultrapassou a marca dos 50 anos.
Detentor de 38 prêmios internacionais, Saura dirigiu 45 filmes, entre os quais “La
Caza” (1966), “Ana e os Lobos” (1972), “A Prima Angelica” (1973), “Cria Cuervos”
(1975), “Carmen” (1983), “Flamenco“ (1995), “Taxi” (1996), “Tango“ (1998), “Fados“
(2007). Sobre a decisão de levar “Ai, Camela!” às telas, ele declarou: “Há alguns anos
eu teria sido incapaz de tratar a nossa guerra com humor, mas o tempo passou e com
humor é possível dizer coisas que seriam mais difíceis dizer de outro jeito”.
 
Argumento Original: José Sanchis Sinistierra (1940- )
Nascido em Valencia, Sanchis Sinistierra é um dos autores mais premiados e
representados do teatro espanhol contemporâneo. Algumas de suas obras mais
destacadas são “Terror y Miseria en el Primer Franquismo” (1979), “Ai, Camela!”
(1987), “El Cerco de Leningrado” (1994), “Ñaque o de Piojos y Actores” (segunda
versão, 1999; primeira versão 1980).
 
Música Original: Alejandro Massó (1943- )
Compositor, arranjador e ator, Alejandro Massó nasceu em Madri. Escreveu para
Carlos Saura as músicas de “El Dorado” (1988), “Ai, Camela!” (1990), “Pajarico” (1999)
e do documentário “Maratona” (1992). Em 1990 criou as trilhas de “Non, ou A Vã
Glória de Mandar”, do veterano diretor português Manoel de Oliveira, e “Caídos del
Cielo”, do peruano Francisco Lombardi. Compôs para mais de 40 filmes e séries de
TV.
facebook