AGU se distancia da política do governo de acobertar empreiteiras

Desgastada com as tentativas frustradas do governo de fazer acordos para livrar as empreiteiras das punições pelo assalto bilionário à Petrobras, a AGU (Advocacia-Geral da União) resolveu se afastar dessa linha e entrar na Justiça Federal com a primeira ação para cobrar de empreiteiras acusadas de corrupção na Petrobras o ressarcimento de danos aos cofres públicos. O órgão está literalmente correndo atrás do prejuízo.  Afinal, a Lava Jato, criticada pelo governo, já conseguiu a devolução de quase R$ 300 milhões em recursos roubados da estatal. O governo vem insistindo em colocar as CGU (Controladoria Geral da União) fazendo acordos com as empreiterias criminosas. 

O processo da AGU vai tramitar junto com uma ação de improbidade movida pelo Ministério Público Federal. Esse primeiro caso trata de contratos da Mendes Junior com a Petrobras. Outras empresas que participaram dos consórcios também são alvo. São elas: Andrade Gutierrez, Odebrecht, Setal, UTC, MPE Montagens e KTY Engenharia.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!