Aeroportuários entram em greve a partir de 0h desta quarta-feira

Aeroportuários entram em greve a partir de 0h desta quarta-feira

 

Paralisação será em todos os 63 aeroportos administrados pela Infraero, não afetando, portanto, Garulhos, Campinas nem Brasíl

 

 

RIO - O Sindicato Nacional dos Aeroportuários (Sina) inicia à 0h desta quarta-feira uma greve nacional em todos os 63 aeroportos administrados pela Infraero (ou seja, o movimento não ocorrerá em Guarulhos, Campinas e Brasília).

Segundo Francisco Lemos, presidente da entidade, o objetivo é fazer avançar a negociação do dissídio salarial da categoria, parado desde maio. Apesar de garantir que cumprirá o percentual mínimo de 30% do pessoal, por segurança, ele não descarta transtornos aos passageiros:

— Com esse efetivo você não consegue manter o aeroporto totalmente funcionando, deve ter algum problema, como atrasos e cancelamentos, embora esse não seja o nosso objetivo — disse.

O sindicato representa 13,6 mil funcionários da estatal. O grupo luta por um reajuste de 16% — o que daria um aumento real de 9,5%, já descontada a inflação. Além disso, o sindicato pretende melhorias em benefícios como auxílio-creche.

— A categoria está muito unida pelo aumento, ainda mais depois que os diretores da Infraero condenaram um aumento à própria diretoria de 26% — disse.

Infraero diz ter plano de contingência

A estatal Infraero afirmou nesta terça-feira que tem um plano de contingência preparado para a greve dos aeroportuários, informou a empresa por meio de nota.

Segundo a empresa, o plano será aplicado em caso de necessidade e "inclui o remanejamento de empregados (...) para reforçar as equipes nos horários de maior movimento de passageiros e aeronaves

facebook