A Shell devagarinho vai abocanhando o pré-sal

A anglo-holandesa Royal Dutch Shell está em conversas avançadas para adquirir a britânica BG Group, em um acordo que pode chegar a US$ 50 bilhões.

Com a aquisição da BG, a Shell ampliaria a sua presença na área de exploração de petróleo no Brasil, onde já atua na produção e distribuição de etanol, por meio da joint venture com a Cosan, e na área de gás, com uma participação na Comgás.

A BG tem participação em cinco campos do pré-sal na Bacia de Santos (Lula, Iracema, Sapinhoá, Iara e Lapa), além de ser a operadora de dez blocos na bacia de Barreirinhas, no Maranhão, que tem potencial para a descoberta de petróleo leve.

facebook


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!