Com a oposição dos EUA, ONU condena neonazismo e neofascismo

23/12/2012 11:02

 

 

 

       

 

 

 
 
 

Imagen activa

 

Com a oposição dos Estados Unidos, Canadá e Palau, a Organização das Nações Unidas emitiu uma nova condenação ao neonazismo, o neofascismo e outras ideologias nacionalistas violentas baseadas em preconceitos raciais e nacionais.

A Assembleia Geral aprovou na quinta-feira por uma maioria de 129 países e 54 abstenções uma resolução sobre esse assunto proposta por sua Terceira Comissão, encarregada dos assuntos sociais, humanitários e culturais.

O texto leva o título de Glorificação do nazismo: inadmissibilidade de certas práticas que contribuem a exacerbar as formas contemporâneas de racismo, discriminação racial, xenofobia e formas conexas de intolerância.

O documento aprovado reafirma a condenação à persistência e reaparecimento do neonazismo, do neofascismo e de outras ideologias nacionalistas violentas baseadas em preconceitos raciais e nacionais.

E sublinha que esses fenômenos não têm justificativa "em nenhum caso nem sob nenhuma circunstância" e alerta sobre "a glorificação do movimento nazista e daqueles que foram em seu dia membros da organização Waffen-SS".

Esses atos não podem se justificar como exercício dos direitos de reunião e de associação pacíficas nem de liberdade de opinião e de expressão, sublinha.

Também denuncia a construção de monumentos, a organização de manifestações públicas para glorificar o passado nazista e o neonazismo e as tentativas de profanar ou destruir monumentos em memória daqueles que lutaram contra o nazismo.

Igualmente, alerta sobre o surgimento de grupos de cabeças raspadas e o ressurgimento da violência racista e xenofóbica contra membros de minorias nacionais, étnicas, religiosas ou linguísticas.

Camila Carduz

Fonte Prensa Latina

 

 

 

facebook

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!